Pesquisar este blog

terça-feira, fevereiro 10, 2009

Conheça os criadores dos bonecos gigantes do Carnaval de Olinda





1. Silvio Botelho posa ao lado de boneco do fundador do Galo da Madrugada, Enéas Freire
2. O artista Camarão confecciona boneco de Barack Obama para a folia pernambucana
3 e 4. Os bonecos gigantes nas ladeiras de Olinda


Guilherme Gatis

A casa de número 44 da rua do Amparo, rota de vários blocos carnavalescos, passa despercebida dentre os vários sobrados que compõem a paisagem do Sítio Histórico de Olinda. Lá, reunidos em uma sala escura, nomes como Luiz Gonzaga, Capiba e Enéas Freire, o fundador do Galo da Madrugada, aguardam a terça-feira de Carnaval para ganharem vida nas ruas da Cidade Alta. Criadas pelo bonequeiro Silvio Botelho, as peças participam do encontro de bonecos gigantes, uma das atrações do Carnaval de Olinda.

A tradição dos bonecos foi iniciada há 78 anos pelo Homem da Meia-Noite, o boneco mais ilustre de Olinda. Criado em 1931, por muitos anos ele comandou solitário os dias de Carnaval até ganhar uma companheira A Mulher do Dia, que começou a desfilar –pelas ladeiras da cidade em 1967. A ilustre família de bonecos ficou completa em 1974, com o Menino da Tarde, primeira obra de Sílvio Botelho.

Nestes 35 anos de atividade o bonequeiro criou um verdadeiro exército de gigantes. "Até a década de 80 os bonecos não eram tão populares. Posso dizer que, junto com outros bonequeiros, ajudei a criar essa identificação entre Olinda e os bonecos gigantes", diz Botelho, que já confeccionou cerca de 700 peças.

Pesando entre 13 e 15 quilos e com cerca de três metros de altura, o corpo de cada boneco é uma extensão do manipulador ou carregador, que equilibra toda a estrutura com a cabeça. No início, Sílvio levava cerca de 30 dias para terminar uma peça, que pesava mais de 30 quilos. "A cabeça das primeiras obras era moldada em barro. Era preciso esperar o molde secar para poder começar a trabalhar, o que inviabilizava uma produção em grande demanda", explica.

Atualmente Botelho consegue finalizar um boneco em uma semana, adotando como materiais o isopor, para a cabeça, e a fibra de vidro, para o corpo, que substituem o barro e a madeira. "Além de não precisar secar, o isopor tem a vantagem de ser mais leve, mais maleável", explica o bonequeiro, que trabalha com outras seis pessoas em seu ateliê, entre costureiras, aderecista e escultor.

Os ajudantes estão envolvidos nas outras etapas de produção, que consiste na confecção do corpo e no revestimento de três camadas de papel com goma e outra de massa acrílica, antes de o rosto do boneco ser pintado. "Na última etapa são costurado o cabelo e aplicado os adereços finais. Depois disso, o boneco já pode ir para a rua".

Um dos filhos de Botelho, Júlio César, também trabalha na linha de produção do pai. "Quero que meu trabalho seja perpetuado", comenta o bonequeiro, que ajudou a formar uma nova geração de bonequeiros. "Algumas pessoas trabalharam comigo e hoje fazem seus próprios bonecos, criando novos estilos."

Um dos bonequeiros que propaga a técnica de Botelho é Camarão, que há 13 anos produz bonecos mirins, apropriado para carregadores crianças. "Comecei no ateliê de Sílvio, onde aprendi muito e fui, aos poucos, desenvolvendo um estilo próprio", explica o artesão, que teve a ideia de fazer peças menores por acaso. "Os dois primeiros bonecos mirins foram fantasias de Carnaval feitas para minha filha e para um dos filhos de Sílvio. O resultado ficou tão bom que resolvi criar a minha marca, me especializando em bonecos para crianças".

Camarão também promove o encontro dos bonecos mirins. São mais de 30 figuras, a maioria réplicas de bonecos consagrados, como o Homem da Meia-Noite e a Mulher do Dia. Para o Carnaval de 2009, o bonequeiro também prepara uma desfile de bonecos gigantes de personalidades atuais, como o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, celebridades, como Chacrinha e Pelé, além de personalidades históricas, como Maurício de Nassau e dom Pedro 1º. "A ideia é aproveitar os bonecos baseados em figuras da história do Brasil em outras épocas do ano, em escolas e datas comemorativas", explica.

2 comentários:

jose roberto disse...

coloque ai no seu saite como fazer a cabeça de boneco de carval de papel

Carnaval de Bom Jardim de Minas-MG disse...

Olá você poderia passar as tecnicas de como são feitas as cabeças dos bonecos, e estrutura passo a passo seria muito legal