sábado, dezembro 05, 2009

Pedrinho Ribeiro apresenta “Canto Geral” no Fino da Bossa


“Canto Geral” é o novo trabalho do cantor e compositor amazonense Pedrinho Ribeiro, que será apresentado ao público manauara, na noite de hoje e no póximo sábado, no Espaço Cultural Fino da Bossa.

No show, Pedrinho Ribeiro apresenta um repertório diversificado, que inclui composições de sua autoria, músicas de compositores regionais conhecidos, de jovens compositores nacionais e também de compositores históricos da Música Popular Brasileira e internacional.

“A proposta é valorizar a produção amazônica, relembrar clássicos da MPB, e ao mesmo tempo apresentar ao público local trabalhos contemporâneos de qualidade e que são pouco divulgados, porque estão fora do circuito das rádios comerciais”, explica Pedrinho Ribeiro.

O cantor se apresenta em Manaus depois de passar o primeiro semestre em Nova York e Miami, nos Estados Unidos, tocando e cantando em bares e casas noturnas, especialmente dedicadas ao gênero Bossa Nova.

Sua experiência no exterior também inclui passagens pela França e Espanha, onde esteve no final da década de 90.

Mas como todo caboclo parintinense, como ele mesmo gosta de se apresentar, não consegue passar muito tempo longe da sua terra, de seus amigos, de sua família. E a cada retorno, surge com novas idéias e projetos, que às vezes são concebidos a partir de simples conversas entre amigos.

Foi assim que ele teve a idéia de realizar o show “Canto Geral”, com esse formato diferenciado, reunindo músicas regionais, nacionais e internacionais.

“Alguns amigos comentavam que depois que Manaus ganhou ares de metrópole, nos últimos anos, é raro ouvir músicas de artistas amazonenses ou mesmo de outros estados da Amazônia em bares ou nas emissoras de rádio, principalmente aquelas músicas produzidas nas décadas de 80 e 90, que marcaram época", analisa.

"Por outro lado, afirmavam que há na cidade um segmento de público que ainda aprecia bastante esse tipo de repertório. Outros chamavam atenção para os novos talentos da música contemporânea, que incorpora novos sons e ritmos ao samba e à bossa nova. Assim, resolvi reunir tudo isso, e oferecer ao público um repertório bem variado. Afinal, boa música não tem estilo, nem tempo, nem fronteiras”, garante.

Repertório

Sob a direção musical de George Jucá, o repertório escolhido para o show “Canto Geral” divide-se em três partes, permeadas com músicas de autoria própria de Pedrinho Ribeiro, entre elas “Igarapé dos Currais”, “Yara”, “Tributo a Joãos e Marias”, “Bossa Pávula”, “Água doce” (parceria com Orlando Farias) e “Caça ferida” (parceria com João Thomé).

Um momento é dedicado a compositores regionais consagrados, como Chico da Silva (Amazonas), Anibal Beça (Hoje é Domingo), Paulo André e Rui Barata (Pauapixuna), Fred Góes (Itaracuera) e George Jucá e Antônio José Nápoles (Amazônia).

Outra parte do show é dedicada a compositores clássicos da MPB, como Milton Nascimento e Fernando Brantes (Nada será como antes), Edu Lobo e Gianfrancesco Guarnieiri (Upa neguinho), Billy Blanco (Banca do distinto), Gonzaguinha (Sangrando), Chico Buarque (Roda Viva), Geraldo Vandré e Theo de Barros (Disparada) e Sérgio Ricardo (Deus e o Diabo na Terra do Sol).

Por fim, a apresentação de músicas contemporâneas, que segundo Pedrinho Ribeiro traduzem a proposta do show, de reunir passado e presente, sem fronteiras, misturando samba, disco, soul music e drum’nbass.

“Esses jovens músicos brasileiros, como Fernanda Porto e o grupo internacional Eldissa foram escolhidos pelo trabalho diferenciado e por serem pouco conhecidos do público em geral”, avisa.

SERVIÇO

Local: FINO DA BOSSA
Av. Max Teixeira, Tv. S.Judas Tadeu n.3- Cidade Nova.
Datas: 05 e 12/12/09
Hora: 22:00
Mesas: R$ 40,00 (4 pessoas)
Contatos: 9192-7428 / 8225-1895

Músicos:
• George Jucá (arranjos, piano e contra- baixo)
• Neto Armstrong (violão e guitarra)
• Noval (bateria)
• Ianayra, Lívia Abreu e Liliane Araújo (Vocal)
• Alessandro Almeida (voz e violão) – Pré Show

Direção Musical – George Jucá
Produção Executiva – Valdecir Fragata e Livia Abreu
Iluminação: Naldo Gadelha
Cenário: Juarez Lima

Nenhum comentário: