Pesquisar este blog

quarta-feira, janeiro 13, 2010

Missão Impossível... de alguém recusar!


por Karime Isper (*)

Estou de malas prontas.

Disney, aí vou eu!

Pela milionésima quadracentésima quinquagésima terceira vez, eu vou.

Com muitos lenços e documentos, todos devidamente regulamentados e aprovados pela cada vez mais rigorosa embaixada americana.

Mais um vez, minha mala vai com poucas coisas.

Apenas o necessário: uniforme de guia, sempre em cores vergonhosamente chamativas, dois crachás (um titular e um reserva para as atrações mais, digamos assim, molhadas), celulares, roomlist, câmera fotográfica - agora a minha charmosa e talentosa Nikon D60.

E, lógico, minha maravilhosa e infalível bandeirinha!

Vou lá, como a cada seis meses eu vou.

Já tenho as rotas de cabeça. Os parques, de cor e salteado. Mas a emoção... Ah! Grande sapeca. Ela sempre me pega despercebida, essa danada.

Eu considero absolutamente impossível chegar ao Magic Kingdom, andar na mainstreet USA com o castelo da Cinderella de vista principal, e não se arrepiar. Não voltar a ser criança. E falo com propriedade.

Disney é isso: mexer com nossos sonhos de criança!

Ninguém é muito velho ou muito novo. Toda idade é a idade ideal para realizarmos nossos sonhos ou até mesmo, de repente, vivermos nossas antigas fantasias.

A vida, por si só, já tem muita realidade, não é mesmo?

Queremos sim, ver o mundo através de vitrines, experimentar voar de foguete e aterrissar em Marte.

Ir no “It’s a Small World”, passar o resto do dia assobiando aquela musiquinha grudenta e terminar o dia vendo a Sininho descer voando do topo do castelo.

Eu conheço todo e cada canto daquele lugar.

Cresci vendo meu pai, minha mãe, meu irmão e muitos amigos fazendo o que, hoje, eu já faço há 10 anos: levar pessoas para conhecer o mundo encantado criado por Walt Disney.

Cada vez que eu passo por isso é indescritível!

Sim, sei, você deve estar pensando: “Ah! Essa aí tá vendendo o peixe da Acram Turismo...”

Mas eu queria uma vez, pelo menos uma única vez, trocar de lugar com alguém que ache que eu possa enjoar de fazer tudo isso. Ou até mesmo que eu já enjoei.

É simplesmente maravilhoso ver uma criança olhando para os personagens dos filmes que as fazem sonhar e inventar mil e uma brincadeiras fascinantes.

Ver adultos se divertindo como nunca imaginaram ser possível.

Perceber o olhar de surpresa das adolescentes quando elas vêem que estão realmente ali.

É um mundo de magia. Diversão é a palavra de ordem.

E atenção, como diz meu pai: “criança é de 2 a 60 anos, a partir daí é adolescente!”

Eu aprendi com o melhor guia do mundo.

Lembro do meu primeiro grupo solo. Meu pai me dava as coordenadas e eu ia em frente, orgulhosa, deitando falação, sabendo que estava seguindo os passos do meu grande mestre.

Quando entrávamos na atração propriamente dita, ele vinha no meu ouvido e dizia: “Olha, explica mais isso... Enfatiza mais aquilo...”

Até que um dia, no Universal Studios, ele me olhou com cara de dever cumprido quando eu expliquei, sem titubear, a atração Terminator-3.

Após dizer a última palavra, foram as palmas dele que recebi! As melhores palmas do mundo. Eu havia chegado lá.

Pode parecer engraçado, mas sempre que vou entro na fila pra tirar foto com o Mickey.

Porque ir à Disney e não tirar foto com o Mickey é o mesmo que não ir e fim de papo!

Fogos, paradas, músicas, sons, água, quedas, elevadores, carrinhos, passeios...

E pensar que tudo começou com um simples camundongo. Fala sério!


(*) Karime Isper é cheia de novidades

2 comentários:

Cynara disse...

Karime 'mana' é a 2ª vez que leio um texto seu.
E fico tão emocionada...
Tô com algum problema? kkkkkkkkk
Não sei só sei que acho lindo.Bjs.

Monica disse...

Kaka lindo de morrer ...Nunca pensei que ia encontrar na minha sala de visita ainda do meu propio sangue ,a mais bela cronista que eu li nos ultimos tempos!

Te amo princesinha!!