quinta-feira, fevereiro 17, 2011

Uma estrela em ascensão no firmamento do samba amazonense

Duduzinho do Samba e Monarco, da Velha Guarda da Portela

O nome do moleque é Eduardo Wanderley Brasil, mas ele é conhecido nas internas como Duduzinho do Samba.

Amazonense de Manaus, 12 anos, Duduzinho é filho de Eduardo Jorge Nunes Brasil (aka “Edu do Banjo”) e Ana Cláudia Bessa Wanderley Brasil.

Descendente direto de uma família de músicos, Duduzinho sempre demonstrou interesse pela MPB, principalmente pela sua vertente mais autêntica – o bom e velho samba de raiz.

Aos três anos de idade, surpreendeu a todos – incluindo seus pais –, durante um evento familiar, quando cantou “Garota de Ipanema”, de Tom e Vinícius, sem desafinar ou gaguejar.

No Natal daquele mesmo ano, ele pediu de presente de Papai Noel um “tibifone de verdade” e ganhou seu primeiro microfone elétrico.

A partir daí, seus pedidos de presente de aniversários eram uma lista sem fim de instrumentos musicais.

Não demorou muito para transformar seu quarto em um verdadeiro estúdio de gravação.

Aos seis anos, começou a tocar instrumentos de percussão com a ajuda dos tios Casqueta e Biju, ambos bastante conhecidos e festejados na cena musical amazonense.

Desinibido, Duduzinho começou a se apresentou nos eventos do colégio em que estuda (Santa Dorotéia), onde já participou de aulas de teclado e hoje toca bateria nas missas semanais do colégio.

Incentivado pelo tio Caio do Cavaco, ele começou a participar de rodas de pagodes nas casas de amigos e a dar canjas nas festas de aniversários de seus familiares, exibindo seu precoce talento musical.

Dentre seus músicos favoritos, Duduzinho destaca Noel Rosa, Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Cartola, Monarco, Chico Buarque, João Nogueira, Paulo Cesar Pinheiro, Paulinho da Viola, Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz, Chico da Silva, Martinho da Vila, Adoniram Barbosa, Jorge Aragão e Fundo de Quintal, ou seja, só “cobras criadas” da verdadeira MPB.

Para provar que quem é bom faz ao vivo, Duduzinho do Samba começou a participar de programas de rádio e tevê, com exibições nos programas Carrossel da Saudade e Em Foco (TV Cultura), Show do Servidor (Band), Tacacá na Bossa (TV Ufam) e Programa Vivi Coriolano (Amazonas FM), entre outros.

Ele também participou do CD “33 anos do Carrossel da Saudade”, cantando “Com que roupa!”, de Noel Rosa.


A convite do cantor e compositor Junior Rodrigues (ex-Ases do Pagode), Duduzinho do Samba se apresentou na Sala Ivete Ibiapina, agora em fevereiro, para interpretar três músicas em homenagem aos 100 anos de Noel Rosa.

Atualmente, ele estuda violão (Nível 3) no Liceu de Artes Cláudio Santoro, onde se diverte transportando as partituras para cavaco, banjo e piano (teclados), os outros instrumentos que ele domina com muita perfeição e talento.

Esse fato chamou a atenção do maestro Cláudio Nunes e do professor e multimídia Roberto Bessa Freire (aka “Tuta”), que resolveram produzir um CD com 10 faixas onde Duduzinho vai interpretar alguns clássicos do samba de raiz.

O jovem músico deve entrar em estúdio agora em março e o disco será lançado na quadra da Aparecida, no Sábado de Aleluia, em abril.

Serão confeccionados somente 500 CDs, que serão distribuídos gratuitamente para familiares, amigos e profissionais da imprensa.

Trata-se, evidentemente, de um projeto sem fins lucrativos pelo fato de Duduzinho ser apenas uma criança.

A intenção do projeto, na verdade, é chamar a atenção da sociedade para mostrar que um moleque de 12 anos é capaz de preservar a nossa mais autêntica MPB, nesses tempos conturbados por músicas cafajestes de vários calibres que transformam nossos ouvidos em penico.

5 comentários:

Larissa Brasil disse...

ele é a coisa mais linda da mana!!!! Fico feliz pela homenagem Simão. O Dudu, além de talentoso, é uma criança linda, educada, simpática e inteligente....e essas não são palavras de uma irmã babona não!

Anônimo disse...

Dalhe cunhadão... esse muleque é um artistica de primeira, no futuro vai ser um sambista de primeira qualidade. Esse garoto toca e canta de tudo...

Parabéns Duduzinho, vc merece todo elogio do mundo!!

Abração

Thaísa W. Sabino – prima caduca e fã nº 01!!! disse...

Parabéns Simão. Definiu exatamente quem é o Dudu. Uma criança estudiosa, inteligente e que a cada dia consegue surpreender a todos com seu talento e sua criatividade. Criatividade essa que vai dos palcos à confecção dos seus próprios instrumentos que são verdadeiras “engenhocas”. Ehehe
Tenho certeza que ele já tem traçado na vida dele um futuro brilhante!!!

Warlem disse...

Simão, vai chover comentários aqui, nessa família só tem fãs do Dudu, mas como as meninas já disseram, ele realmente é excepcional, um moleque que não dá trabalho na escola, que é educado, inteligente e que realmente gosta de samba. Autodidata em muitos instrumentos, tem sede em conhecer cada vez mais.
Mais que um futuro brilhante no samba, ele terá um futuro brilhante na vida.
Obrigado pelo texto tão bem escrito.
Grande abraço
Mais um babão, "tio" Warlem

Anônimo disse...

Estamos com saudades de vc no samba do Pé de Moleka na Confraria de minas!!! GRande abraço, Duduzinho!!!