terça-feira, abril 05, 2011

Causos de Bambas: Joel Silveira


O magnata das comunicações Assis Chateuabriand convocou o jornalista Joel Silveira para correspondente de guerra no conflito 39-45 e avisou:

– Você me vá para a guerra, mas não me morra. Repórter não é para morrer, é para mandar notícias.

E, para agradar o Joel, convidou-o para batizar um avião, prática costumeira naquele tempo.

O avião seria chamado Pracinha.

O repórter, munido da garrafa a quebrar contra o aparelho, como se fazem com os navios, cercado por altas autoridade civis e militares, deu tamanha porrada no avião que a hélice caiu.

Nenhum comentário: