sexta-feira, novembro 04, 2011

Mulheres, xoxotas e cervejas


Apesar de toda aquela lambança que você acabou de aprender nos posts anteriores, são poucos os grandes mestres da AMOAL que gostam de drinques sofisticados ou de bebidas afrescalhadas e coloridas, como coquetéis, vinhos, bitters e licores.

Para eles isso é bebida de viado.

A maioria absoluta gosta mesmo é de cerveja, que a publicidade costuma associar a mulher bunduda com cinturinha de pilão e peitões king size.


Mas há algumas razões que explicam porque uma cerveja é melhor do que uma mulher e justificam porque muitos garanhões preferem dispensar uma trepada para ficar bebendo no boteco com os amigos:

A cerveja não fica com ciúmes quando você pega outra cerveja.

Quando você vai para um bar, você sabe que sempre pode pegar uma nova cerveja.

A cerveja não fica brava quando você chega em casa com bafo de cerveja.

Você não precisa levar a cerveja para jantar fora, tomar vinho e discutir teorias estúpidas sobre emagrecimento.


Se você tratar bem a cerveja, você nunca terá dor de cabeça.

As ressacas sempre passam.

Quando você termina com a cerveja, ela continua custando alguns reais.

Você não precisa dar banho numa cerveja antes de experimentar.

A cerveja sempre desce redonda.

A mulher só libera o redondo depois de muita cerveja.


Você pode dividir a cerveja com os amigos.

A cerveja está sempre molhadinha.

Você sempre sabe quando é o primeiro a abrir uma cerveja.

Uma cerveja gelada é uma boa cerveja.

Você pode ter mais de uma cerveja sem se sentir culpado.

Você pode apreciar uma cerveja durante o mês inteiro.


Nos graus mais elevados da AMOAL, um grupo de grandes mestres fez uma comparação científica entre a cerveja e a xoxota, mas suas respostas ainda não são conclusivas.

Vamos dar apenas os resultados, cabendo a você tirar suas próprias conclusões:

A cerveja está sempre molhadinha.

A xoxota precisa de estímulos para ficar molhadinha.

Cerveja quente é horrível.

Xoxota quente é maravilhosa.


Se você ficar com um pentelho na boca ao beber cerveja, você fica com nojo.

Se for ao chupar uma xoxota, isso é a coisa mais natural do mundo.

Quando você bebe muita cerveja, fica gozado (engraçado).

Quando come uma xoxota, ela fica gozada (cheia de porra).


Cerveja é uma bebida fermentada que leva fungos no preparo e tem um gosto bom.

Uma xoxota fermentada e com fungos é simplesmente nojenta.

Vinte cervejas numa noitada te deixam alegre.

Vinte xoxotas numa noite te deixam realizado.

É normal e aceitável beber cerveja na arquibancada do Vivaldão.

Você se tornará uma lenda viva se comer uma xoxota na arquibancada do Vivaldão.


Se um policial sentir bafo de cerveja, você vai pro bafômetro e pode ser multado.

Se ele sentir bafo de xoxota, vai te dar parabéns e pedir um autógrafo.

Quanto maior a cerveja, melhor.

Quanto maior a xoxota, pior.

Cerveja pode deixar você eufórico e pensar que é Deus.

Xoxota pode deixar você eufórico e acreditar que é Deus.


Se você pensa o dia todo em cerveja, você é um alcoólatra.

Se você pensa o dia todo em xoxota, você é normal.

Abrir uma cerveja zero bala pode ser prazeroso.

Abrir uma xoxota zero bala é muito mais prazeroso ainda.

Se você tentar beber no seu local de trabalho, pode até ser demitido.

Se tentar comer uma xoxota no seu local de trabalho, pode ser acusado de assédio sexual e acabar preso.


Existem cervejas ruins (Malt 90, Carlsberg, Schincariol), mas você consegue beber todas.

Existem xoxotas ruins (Ângela Rorô, Cláudia Jimenes, Marlene Matos), que são impossíveis de comer.

Existem cervejas boas (Antártica, Brahma, Skol) e embora você tope beber todas que existem, boas são poucas.

Existem xoxotas boas (Juju Panicat, Joana Prado, Juliana Paes) e a lista é enorme.

Embora você não consiga comer todas que existem, boas são muitas.


Você pode perfeitamente se contentar em beber uma só marca de cerveja.

De forma alguma você se contentará em comer sempre a mesma xoxota.

Não importa a situação, pela cerveja você sempre paga. Pela xoxota, nem sempre.

Você pode beber a cerveja, virar as costas e ir embora, sem ressentimentos.

Se você comer a xoxota, virar as costas e for embora, você é um canalha.


Na manhã que se segue a uma noitada bebendo cerveja, você não quer nem ouvir falar em cerveja.

Na manhã que se segue a uma noitada comendo xoxota, você quer mais xoxotas.

Cerveja demais pode fazer você passar mal.

Xoxota demais... xoxota demais?! Isso não existe! Xoxota nunca é demais!

Para alguns, pode ficar claro que xoxota é bem melhor do que cerveja, mas para os grandes mestres da AMOAL isso apenas significa que os homens bebem cerveja pensando em xoxota.

Nenhum comentário: