Pesquisar este blog

terça-feira, outubro 30, 2012

A festa da vitória do artur 45


Neste domingo, para comemorar a vitória retumbante do prefeito Artur Neto, a diretoria perpétua da Velha Guarda do GRES Andanças de Ciganos resolveu armar o acampamento no Sollarium Eventos para um “celebration day” em grande estilo.

A ideia básica era nos reunirmos a partir do meio-dia para detonarmos algumas ampolas de uísque enquanto aguardávamos “a marcha dos acontecimentos”, como diziam os locutores da minha adolescência durante as apurações de votos de antanho.

Eu e Simas fornecemos duas garrafas de Johnnie Walker Red e o Arlindo Jorge forneceu outras duas garrafas: um Johnnie Walker Swing e um White Horse.

Sici Pirangy e Ricardo Pinheiro forneceram as cervejas em lata (20 caixinhas, salvo engano).

O Mário Dantas forneceu os pratos principais (peixe-boi, capivara e viado):




Os pratos foram preparados admiravelmente pelo chef Nelson Corrêa.





O Nelson também contribuiu com seu indescritível baião-de-dois.


A Silane colocou na roda o seu charmoso arroz soltinho, que se acrescentar leite de coco, castanha ralada, açúcar refinado e cravinho se transforma no mais gostoso arroz doce do planeta.


A Selane mais uma vez caprichou no seu famoso vatapá com os avantajados camarões sete-barbas.


E, por último, a Sweda apresentou pela primeira vez seu “feijão tropeiro”, que arrancou aplausos dos presentes.


A única exigência para participar da tertúlia era ter votado no Artur Neto.

Além dos já citados, estiveram marcando presença Gigio Bandeira, Odivaldo Guerra, Petrônio Aguiar, Áureo Petita, Marius Bell, João Ricardo, Raoni, Felipe, Bia, Mocinha, Beth, Mayara e Angélica.


Foi uma cachaçada tão federal que até ensaiei uns passos de funk junto com a Selane e a Sweda (coisa que não fazia há pelo menos 30 anos), enquanto o Gigio Bandeira relembrou o John Travolta dançando no filme Saturday Night Fever – pra dar uma simples noção do grau etílico que atingimos.



Puxei o carro por volta da meia-noite, depois de receber meia dúzia de torpedos da Madame Butterfly pedindo pra eu dar um tempo na bebida (como se isso fosse fácil).

Sici e Sweda foram os últimos dos moicanos e só abandonaram a arena por volta das 3h da madrugada dessa segunda-feira, quando não havia mais uma única cerveja intacta.



O meu fígado, claro, está avariado até agora, mas tudo vale a pena quando a causa não é pequena.

E a vitória acachapante do Artur Neto nos lavou a alma!

No próximo dia 15 de novembro, data de aniversário do homem, tem de novo!










































Um comentário:

Felipe Junior disse...

Pow,muito bacana esse blog,parabens em,passaram 2 pessoas la no meu e falaram do seu,aprovadissimo 100% ai da gosto de ver blogs recomendandos,me recomendaram esse www.rastreamentodecelular.net ,parece que é de software de celular pra rastrear e eu tava precisando,sera que é bom?Abraços,fui,BLOG PERFEITO!!