Pesquisar este blog

terça-feira, março 12, 2013

Itacoatiara ganha um moderno terminal de armazenamento de combustíveis



Nesta quarta-feira, 13, o Grupo Dislub Equador inaugura, em Itacoatiara, a primeira etapa de um terminal de armazenamento de gasolina, óleo diesel e etanol, com capacidade inicial de 50 mil metros cúbicos de combustível.

A empresa já se prepara para iniciar a segunda e terceira etapa do projeto.

O investimento inicial é de R$ 100 milhões e pode gerar, só em ICMS, R$ 900 milhões por ano.

Quando ficar totalmente pronto, a capacidade de armazenamento do terminal será de 150 mil metros cúbicos de combustível.

De acordo com a Equador Log, serão gerados 150 empregos diretos na área de operação.

Para a expansão serão geradas 600 oportunidades de trabalho direto na construção civil.

O projeto foi desenvolvido pelo Grupo Dislub Equador para resolver um antigo problema da Petrobras: o fato de os navios da estatal não poder vir com os tanques cheios de combustível até Manaus por conta de uma limitação de calado no trecho entre Itacoatiara e Manaus.

Hoje, as embarcações vêm com carga pela metade, mas a empresa paga o frete integral, como se os tanques estivessem cheios.



Com a inauguração do terminal de armazenamento, a estatal poderá trazer navios com tanques cheios, que vão aliviar a carga em Itacoatiara e trazer para Manaus apenas o necessário para atender o mercado local.

O combustível que abastece outras cidades da região Norte poderá sair de balsa a partir de Itacoatiara, numa operação bem mais racional.

Hoje, as balsas precisam partir de Manaus.

O gerente operacional Helvio Filho disse que uma nova empresa foi criada apenas para essa operação, a Equador Log, que construiu e vai operar o terminal.

O complexo de Itacoatiara também vai resolver outro problema.

Por conta de dificuldades logísticas, todo o etanol consumido no Amazonas vem de usinas no Mato Grosso.

O combustível chega por rodovia até Porto Velho e, de lá, vem para Manaus de balsa pelo rio Madeira.

É a única opção viável, o que encarece o preço do produto.



Isso vai mudar com a inauguração da primeira fase do empreendimento da Equador Log.

Haverá uma tancagem adicional para armazenar etanol.

“Com essa tancagem, produtores do Nordeste e até do Sudeste poderão trazer etanol para a região e acabar com o monopólio do Mato Grosso”, diz Adilson Nascimento, gerente administrativo da Equador Log.

O projeto prevê ainda a instalação de um porto flutuante com 240 metros de comprimento.

Os combustíveis a serem armazenados serão oriundos de refinarias nacionais e estrangeiras, e serão trazidos por navios petroleiros.

A distribuição ocorrerá através de embarcações/balsas, permitindo o acesso às hidrovias dos rios Amazonas, Madeira e Tapajós entre outras.

“O Grupo Dislub Equador está de parabéns pela iniciativa, que merece aplausos de todos aqueles que acreditam no desenvolvimento econômico do Amazonas, em geral, e de Itacoatiara, em particular!”, diz o vereador Raimundo Silva, presidente da Câmara Municipal de Itacoatiara e um dos mais ardorosos defensores da implantação do terminal de combustíveis no município.

Um comentário:

Orlando Bandeira disse...

Se o projeto é tão viável solucionável, por que a Petrobrás não o executou?