quarta-feira, agosto 28, 2013

Simão Pessoa lança “Sanatório Geral” na sede da OAB-Am


Paloma Albuquerque

O consagrado escritor e jornalista amazonense Simão Pessoa lançou, no final da tarde da última sexta feira, 23, seu novo livro, “Sanatório Geral”.

De acordo com Simão, “Sanatório Geral” é uma compilação de seis outras obras do autor (três publicadas e três inéditas), enfocando o folclore político brasileiro, em geral, e a política amazonense, em particular.

“Não se trata de um livro de História, mas de uma antologia de estórias, de causos recolhidos nos beiradões”, esclarece o escritor. “É uma tentativa de recuperar a literatura oral de nossos ribeirinhos, de reescrever a história que não foi contada pelos vencidos, pelos perdedores de sempre, pelos eternos losers de nossa civilização”.


O lançamento aconteceu às 18h30, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção do Amazonas (OAB-Am), na avenida Umberto Calderaro, antiga Paraíba, zona Centro-Sul, e foi abrilhantado por um show musical de Pedrinho Ribeiro, Julio Recinos, Célio Cruz e Mauro Lippi, ex-secretário municipal de Educação.

Pedrinho Ribeiro encantou a pequena plateia dramatizando alguns dos causos que fazem parte da enciclopédia (400 páginas, no formato A4).


O evento foi patrocinado pela Editora Vinte Um, que também está comercializando a venda do novo best seller do “Príncipe dos Canalhas”, como ele é chamado nas internas pelos amigos mais chegados.

Os presentes se fartaram de uísque, cerveja, vinho, refrigerantes e dezenas de tipos de petiscos – tudo de graça.

O escritor Luiz Lauschner, dono do famoso boteco Porão do Alemão, chegou a ironizar:  “Meu caro poeta, eu já bebi R$ 70 de cervejas e estou levando um livro que só me custou R$ 50. O que qui você está ganhando com isso?...”

– Só a sua presença e a presença dos meus amigos - declarou Simão Pessoa.

De pai paraense, no livro, Simão destaca acontecimentos verdadeiros ligados às personalidades políticas mais destacadas dos Estados do Pará, Amazonas e Rio de Janeiro, e promete muitas gargalhadas ao leitor.


Do Amazonas, entre outros, são citados ‘causos’ reais das vidas públicas dos ex-governadores Plínio Coêlho, Gilberto Mestrinho, Eduardo Braga e Omar Aziz.

O livro faz até uma referência ao ex-deputado e radialista Ronaldo Tiradentes, dona da rádio CBN, onde o escritor foi entrevistado na manhã de sexta feira.

Para ilustrar o que promete “Sanatório Geral”, perguntado sobre a possibilidade de já ter ficado rico vendendo livros, no Amazonas, o irreverente Simão, autor de “Manual do Canalha” e com fama de maior dos cafajestes, foi sincero: “Ainda não, mas dá pra pegar muita mulher!”, garante.


De acordo com Simão, o livro, que está sendo vendido a R$ 50, 00, “é mais barato do que uma sessão de psicanálise, porque você vai rir tanto que vai esquecer momentaneamente seus problemas existenciais”.

O livro pode ser encontrado na Editora Vinte Um, rua N. Sra. Da Consolação, 50, Adrianópolis (fone 3308 0391), no Sebão de Manaus, na Praça do Congresso, e no Sebão O Alienista, na Praça da Polícia.





























Nenhum comentário: