quinta-feira, julho 30, 2015

É pimba na gorduchinha e bola no filó!


No que se parecem, o sexo e o futebol?... No futebol, como no sexo, as pessoas suam ao mesmo tempo, avançam e recuam, quase sempre vão pelo meio, mas também caem para um lado ou para o outro, entram por trás, ocupam todos os espaços, fazem cera e às vezes há um deslocamento involuntário pela zona do agrião. No dois é importantíssimo ter jogo de cintura.

No sexo, como no futebol, muitas vezes acontece um cotovelaço no olho sem querer, um impedimento mal marcado ou um desentendimento que acaba em expulsão. Aí um vai para o chuveiro mais cedo.

Dizem que a única diferença entre uma festa de amasso e a cobrança de um escanteio é que na grande área não tem música, porque o agarramento é o mesmo, e no escanteio também tem gente que fica quase sem roupa.

Também dizem que uma das diferenças entre o futebol e o sexo é a diferença entre camiseta e camisinha. Mas a camisinha, como a camiseta, também não distingue, ela tanto pode vestir um craque como um medíocre.

No sexo, como no futebol, você amacia no peito, bota no chão, cadencia, e tem que ter uma explicação pronta na saída para o caso de não dar certo.

No futebol, como no sexo, tem gente que se benze antes de entrar e sempre sai ofegante.

No sexo, como no futebol, tem o feijão com arroz, mas também tem o requintado, a firula e o lance de efeito. E, claro, o lençol.

No sexo, como no futebol, também tem gente que vai direto no calcanhar, os que exigem primeiro um beijo na pelota e os que querem entrar com bola e tudo.

E tanto no sexo quanto no futebol o som que mais se ouve é aquele “uuu”.

No fim sexo e futebol só não são diferentes, mesmo, em duas coisas. No futebol não se pode usar as mãos. E o sexo, graças a Deus, não é organizado pela CBF.

Nenhum comentário: