quinta-feira, setembro 10, 2015

Artur Neto mata a cobra e mostra o pau


O Biologia com o Prof. Jubilut, que conta com muitos seguidores nas mídias sociais, acaba de demonstrar como o uso leviano dessa condição pode ser prejudicial à reputação de uma pessoa ou de uma instituição. Irresponsavelmente, em Boa Vista, referiu-se a uma suposta “cobrança de propina” que teria sofrido, por parte da “Prefeitura” de Manaus, para proferir palestra na cidade que dirijo. Pois bem: segunda feira, ao saber da “denúncia”, exigi imediata ação, por parte de meus assessores, visando a apurar o caso e levar eventuais culpados à merecida e inevitável punição.

Desde o momento do incidente, sob a coordenação do secretário Marcio Noronha, temos, em vão, tentado estabelecer contato com o “professor”. Através do seu face, insistentemente, nós postando a cobrança e ele apagando o que postamos. Ou pelo e-mail “contato@biologiatotal.com.br”. Sem nenhuma resposta. Apenas o silêncio de quem sabe que errou. Silêncio de uma pessoa inconsequente, a quem acabo de endereçar interpelação judicial.

Credibilidade é o cerne da reputação de qualquer pessoa pública. Deve ser usada em favor do bem social e não para manchar a imagem de adversários ou instituições. Já percorri 37 anos de vida pública reconhecida como limpa pela minha cidade, pelo meu estado e pelo meu país. Não aceito que, em qualquer circunstância, quem quer que seja tente tisnar minha história, a instituição que gerencio ou a cidade que tenho a honra de governar. Levo a vida a sério e me levo muito a sério. Não troco de partido politico, não abro mão dos meus princípios, não ajo por conveniências.

O fato é que o sr. Jubilut se encolheu como um jabuti. Não responde a nenhuma das inúmeras tentativas de contato que insistentemente fazemos. Da interpelação judicial sei que não escapará. E poderia não ter de passar por todo esse vexame e constrangimento, se tivesse evitado o caminho aparentemente fácil da leviandade. Se esconder e dar para trás é feio demais.

Continuamos esperando que o professor entre em contato para formalizar a denúncia. Fiz questão de marcá-lo nesta postagem para que ele receba, mais uma vez, o nosso pedido de esclarecimentos. Transparência deve ser levada em consideração nos dois lados.

Nenhum comentário: