quarta-feira, outubro 14, 2015

Blogueira angariou 50 mil euros para o IPO


A blogueira Ana Garcia Martins angariou 50 mil euros para o Instituto Português de Oncologia (IPO), no âmbito da sua iniciativa solidária, assumindo ainda “assustar-se” com os 42,195 quilómetros que vai correr no domingo, na maratona de Lisboa.

“O meu objetivo era angariar 42 mil euros, mil euros por cada quilômetro a correr. Obviamente que é um valor considerável para uma só pessoa, mas acreditei, dada a visibilidade do blog, que é visto por 50 mil pessoas, e da minha página no Facebook, que tem 200 mil seguidores, e contei também com o apoio das marcas com que trabalho normalmente”, afirmou a autora do blogue A Pipoca Mais Doce à agência Lusa.

Ana Garcia Martins decidiu avançar para a sua maratona solidária ao perceber que noutros países é habitual correr por solidariedade e que “em Portugal, onde há cada vez mais pessoas a correr, se corre por tão poucas causas”.

“Era uma missão quase impossível conseguir ultrapassar o valor que me propus angariar para a ala pediátrica do IPO, mas penso que, até domingo, ainda vou conseguir um pouco mais”, frisou, acrescentando que este montante resultou de várias iniciativas, como um peditório online de pelo menos um euro, de uma venda de roupa, que rendeu quase cinco mil euros, um treino solidário e dos donativos empresariais.

O desafio pessoal e solidário serviu também de “compromisso para enfrentar os 42,195 quilômetros”, uma distância que ainda assusta Ana Garcia Martins.

“As pessoas que estão à minha volta dizem que estou preparada, mas o máximo que corri foram 33 quilômetros, estou na expectativa de como correm os restantes. A distância ainda me assusta, mas vou partir sem qualquer objetivo de tempo, só quero chegar bem, sem lesões, divertir-me, que também é para isso que a corrida serve, e cruzar a meta dentro das seis horas de tempo limite”, explicou.

Para isso, Ana Garcia Martins correu em média 200 quilômetros por mês, desde junho, acentuando a dificuldade de realizar “treinos mais rígidos durante os meses de verão”, complementando com trabalho de ginásio.

“Tenho consciência que dei o meu melhor”, arrematou a ex-jornalista, que apresentou este desafio, em fevereiro último, com a mensagem de que “nada é impossível”.

Nenhum comentário: