Pesquisar este blog

terça-feira, fevereiro 16, 2016

Lady Marmalade, uma paixão insana


Recém-descasado, eu estava morando em Iranduba e trabalhando em Manaus, quando comecei uma pesquisa sobre o Festival Folclórico do Amazonas para um futuro livro sobre o assunto.

Iniciei minha pesquisa de campo frequentando os ensaios e as apresentações dos principais grupos folclóricos da velha Caxuxa e arredores (Quadrilha Juventude na Roça, Ciranda do Ruy Araújo, Bumbá Corre Campo, Ciranda Sensação da Raiz, Cacetinhos-Tarianos do Cefet, Quadrilha Pedro & Pedrita, etc).

Um dia, no começo de agosto de 2010, alguém me levou para ver a apresentação do Bumbá Gitano, da Vila Mamão, que havia nascido de uma dissidência do Bumbá Corre Campo, da Cachoeirinha.

Minha atenção foi despertada pela Rainha do Folclore do Bumbá Gitano.


Diferente dos destaques dos bumbás tradicionais, ela se apresentava como uma autêntica country girl, com jeans, botas, camisa quadriculada, cinturão com fivela e chapéu de cowboy. Foi amor à primeira vista.

Quando fomos apresentados, eu comecei a lhe chamar de Lady Marmalade porque ela era uma das pessoas mais doces que eu havia encontrado nessa minha nem tão curta existência.

Lady Marmalade tinha 16 anos e estudava no 1° ano colegial da Escola Estadual Getúlio Vargas, a mesma em que eu havia feito o curso primário long time ago.

Começamos a namorar alguns meses depois desse primeiro alumbramento. Ela foi um dos motivos mais do que justos que me levaram a voltar a morar em Manaus em dezembro daquele ano.


Dois anos depois, eu a levei para ser redatora do site Candiru, que eu, Gil Barbosa, Lúcio Flávio e Mário Adolfo resolvemos lançar, em março de 2012. A redação do site ficava na Av. Constantino Nery, próximo do terminal de ônibus.

Em 2014, Lady Marmalade passou no vestibular de Psicologia da UniNilton Lins e começou a estudar à noite, custeando as mensalidades da faculdade com seu salário do site.

Em dezembro de 2015, por uma série de fatores fortuitos (sendo o mais grave deles a falta de patrocínio em virtude de nossa posição política de não refrescar a vida de ninguém envolvido em corrupção), o Candiru saiu do ar.


A nossa festa de confraternização de fim de ano foi uma das coisas mais tristes da história da humanidade (o site já contava com doze funcionários).

Lady Marmalade foi umas das funcionárias que não se avexou: em janeiro, já estava trabalhando como vendedora de uma loja de perfumes do Shopping Manauara. A caboca é determinada.

Neste 1° de fevereiro, ela está completando 22 anos de idade. E nós dois, caminhando célere para seis anos de namoro.


Nunca termos brigado ou discutido ao longo desse tempo todo diz mais da personalidade dela do que da minha.

Por tudo isso, feliz aniversário, minha moleca!

E que Deus continue iluminando seu caminho por que você faz por merecer. 

Beijão no coração.

Nenhum comentário: