quinta-feira, março 24, 2016

Conheça o significado dos apelidos da lista da Odebrecht


Durante a 23ª fase da Operação Lava Jato, a Polícia Federal apreendeu documentos que listam possíveis repasses da Odebrecht para mais de 200 políticos de 18 partidos. As planilhas apreendidas, apesar de riquíssimas em detalhes importantes para a operação, trouxeram também diversos apelidos dados aos políticos que nelas se encontram. Conheça agora o verdadeiro significado de cada um dos apelidos:

Humberto Costa (DRÁCULA) – O pixuleco devia ser enviado apenas à noite, dentro de um caixão que ficava enterrado ao lado da Cova da Ética.

Lindbergh Farias (LINDINHO) – Após a grana ser passada, alguém dizia para ele: “bonito, hein?”. Virou o lindinho.

Manuela D’Ávila (AVIÃO) – Fazia aviãozinho com as notas e, imitando aeromoça, perguntava: dólar ou euro?

Jaques Wagner (PASSIVO) – Recebia o dinheiro e dava pulinhos de alegria, despertando dúvidas sobre sua preferência sexual.

Eduardo Cunha (CARANGUEJO) – Pegava o dinheiro até andando para trás, para disfarçar.

Renan Calheiros (ATLETA) – Recordista no salto de patrimônio e nos 100 metros fundos em bancos suíços.

José Sarney (ESCRITOR) – Autor de vários ensaios de ficção para explicar a fortuna.

Eduardo Paes (NERVOSINHO) – Certa vez, ao receber o dinheiro, reclamou muito, ficou nervoso, e disse que aquela merreca não dava nem pra comprar um sítio em Maricá.

Raul Jungmann (BRUTO) – Raul fica bruto quando lembram a ele do escândalo do Incra no tempo em que era ministro de FHC.

Soninha Francine (SONINHO) – Pegava no sono contando as notas, de tão entediada que ficava.

Sergio Cabral (PROXIMUS) – O ex-governador do Rio ficava muito nervoso quando chegava em Paris para zoar com amigos próximos de Carlinhos Cachoeira e não encontrava lenços que coubessem em sua cabeça privilegiada.

Jarbas Vasconcelos Filho (VIAGRA) – Ao receber o dinheiro, comemorava dizendo que ia comprar viagra “porque hoje não vai ter puta pobre!”

Romero Jucá (CACIQUE) – Toda vez que recebia o pixuleco fazia um ritual. Fumando um cachimbo da paz, dançando a dança da chuva, pedia que jogassem dinheiro pro alto para a chuva de notas trazer mais fortuna.

Nenhum comentário: