Pesquisar este blog

quinta-feira, janeiro 26, 2017

Aviso aos meus queridos navegantes!


Eu, Iran e Marlon no primeiro esquenta da Banda da Caxuxa

Fiquei quatro meses sem aparecer aqui no mocó por que estava envolvido em uma série de projetos. O maior deles (eleger o Marcelo Ramos prefeito de Manaus) naufragou em meio à maior derrama de dinheiro (leia-se compra de votos) já registrada nas eleições locais nos últimos trinta anos. Mas em compensação, fizemos o prefeito reeleito sair de sua zona de conforto e voltar a trabalhar pela cidade.

O segundo projeto, em importância, era ressuscitar o site Candiru, o único portal de humor da cidade (os outros também são de humor, mas se acham sérios...). 

Por enquanto, a experiência está sendo bem-sucedida. Se quiserem conferir, acessem aqui.

Entre os demais projetos estava publicar dois novos livros ainda este ano, um sobre os 60 anos do Festival Folclórico do Amazonas e outro sobre os 35 anos do Carnaval de Educandos, além de copidescar um inédito (todo manuscrito) livro de crônicas do meu dileto amigo Moacir Andrade, falecido abruptamente no ano passado.

O livro sobre o festival já está em fase de revisão, o do carnaval está andando e o do Moacir Andrade ainda está nos primeiros passos porque muitas vezes tenho que adivinhar o que sua caligrafia octogenária estava querendo dizer. Choses.

Por enquanto, é isso. O New York Times informará.

Ah, e que 2017 seja pior do que 2018, mas infinitamente melhor do que 2016.

Nenhum comentário: