Pesquisar este blog

sábado, março 24, 2012

O blogueiro está de luto: Chico Anysio não mora mais aqui!


Familiares e amigos do humorista Chico Anysio, morto nessa sexta-feira (23) em decorrência de uma parada cardiorrespiratória, se reuniram no Theatro Municipal, no Rio de Janeiro, para prestar uma última homenagem ao ator na manhã deste sábado (24).

A cerimônia de despedida do humorista será reservada para amigos e familiares no início do dia e, às 14h, será aberta para fãs e admiradores.

O corpo do humorista deixou o Hospital Samaritano ainda durante a madrugada e seguiu até o Theatro Municipal.

Famosos como Marcos Palmeira, Marília Pera, Juliana Didone e Elymar Santos também já estão no local para a última homenagem ao humorista.


Nizo Neto e Bruno Mazzeo, filhos de Chico, chegaram ao local pela manhã.

A mulher de Chico Anysio, Malga di Paula, dividiu com seus seguidores no Twitter os momentos que está passando desde a morte do humorista de 80 anos, nessa sexta-feira (23).

Na madrugada deste sábado (24), ela escreveu: “a dor é dilacerante”.

Logo após a notícia da morte, muitos foram demonstrar o carinho que tinham pelo amigo no Hospital Samaritano do Rio de Janeiro, onde Chico Anysio passou os últimos dias de vida internado.

Entre outros, a humorista Claudia Jimenez e o ator André Mattos passaram pelo local.

A presidente Dilma Rousseff divulgou nota oficial lamentando, a morte e afirmando que o humorista foi um dos artistas mais brilhantes que o Brasil já produziu.


O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho, decretou luto de três dias, enquanto o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, classificou Chico como um gênio do humor.

Chico Anysio foi internado no dia 22 de dezembro de 2011, após uma infecção no aparelho digestivo e, posteriormente, diagnosticado com pneumonia.

O humorista passou por uma sessão de hemodiálise na noite de quarta-feira (21) e, na tarde desta quinta, foi realizada uma punção torácica esquerda com drenagem de grande quantidade de sangue.

Chico estava recebendo altas doses de medicação para controlar a pressão arterial, além de requerer o uso de ventilação artificial.


Na tarde desta sexta-feira (23), Chico Anysio, aos 80 anos não resistiu a uma parada cardiorrespiratória, de acordo com nota de falecimento do Hospital Samaritano.

O humorista começou a enfrentar os problemas graves de saúde em agosto de 2010.

Na ocasião, ele foi internado no mesmo hospital para a retirada de uma parte do intestino grosso após apresentar um quadro de hemorragia digestiva.

Depois da cirurgia, ele foi diagnosticado com pneumonia.

Meses depois, foi submetido a uma angioplastia, procedimento que desobstrui as artérias e, desde então, apresentou novos quadros de falta de ar.

Em fevereiro deste ano, Chico Anysio apresentou um novo quadro de infecção pulmonar e voltou a fazer uso de antibióticos.


Para aqueles que realmente conheciam a capacidade do cearense, de Maranguape, Chico Anysio, não foi surpresa saber que ele além de ser o maior humorista do Brasil, era um homem de uma cultura elevada.

Dentre tantas profissões ligadas a área artística, ele também era compositor, cantor, pintor, poeta, diretor, ator, redator e comentarista de futebol.

Mas o seu legado principal fica no humor, com a criação de 209 personagens que entraram para a história da comédia brasileira, ele também que é um dos precursores da comédia que é chamada hoje de “stand up”.

Não há como negar o que Chico Anysio representa para o humor no País.

Muitos artistas foram lançados no rádio e na televisão por ele, assim como muitos deles tiveram o mestre como inspiração.



A declaração da atriz Cláudia Gimenez, que trabalhou com Chico por 12 anos, é uma das provas do quanto Chico Anysio se preocupou em lançar novos humoristas: “Ele foi um grande artista. Nunca existiu artista como Chico Anysio no Brasil. Ele quem me inventou!”

O ex-diretor da Rede Globo José Bonifácio Oliveira Sobrinho, o Boni, lamentou a morte do humorista Chico Anysio e disse que é uma perda para o País.

“O Chico era um grande amigo, moramos juntos em uma república na época da TV Tupi”, afirmou no Fórum de Sustentabilidade de Manaus.

“É o maior redator de humor do Brasil. Se tivesse nascido em outro país, seria um dos maiores humoristas do mundo”, disse ele.

Boni participa do Fórum de Sustentabilidade de Manaus, promovido pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide), do empresário João Dória Jr, em parceria com a XYZ Live, empresa que atua em diversas áreas, como conhecimento e cultura.

O fórum será realizado no hotel Tropical, em Manaus.

3 comentários:

José Ribamar Mitoso disse...

Simão,na europa e nas Américas, nenhum ator cômico foi tão completo quanto ele. Nem Chaplin, gênio de uma personagem.Chico trabalhou coma idéia de Tipo nacional popular,fosse ele um jogador de futebol carioca, um ator canastrão paulista, um contador de história nordestino ou judeu burguês avarento e ganancioso! Grande Chico!

Anônimo disse...

Essa porra desse mundo tem que se foder esse ano mesmo. Tanta gente boa indo embora e os canalhas ficando. Adeus, chico.

Wulkan disse...

Um grande gênio que muita falta faz até os dias de hoje,